terça-feira, 15 de setembro de 2015

Cresce casos de pedofilia em igrejas evangélicas no Brasil

Em 2014 a cada hora quase três denúncias de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes foram registradas.
A audácia não pede licença para entrar em lugar algum. As igrejas evangélicas, por serem consideradas lugares de envolvimento com Deus, muitas vezes são tidas como espaços livres de atitudes abusivas, como a pedofilia. Embora constituída por pessoas que inspiram confiança é importante que os pais tenham atenção às atitudes dos filhos. Só em 2014 a cada hora quase três denúncias de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes foram registradas no Brasil.

Já em 2015 só neste último mês dois casos que envolveram pessoas evangélicas vieram à tona. Um homem de 52 anos de idade, que se apresenta como pastor evangélico, foi preso em flagrante por estuprar um menino de 10 anos na região sudoeste de Campo Grande. A criança confessou que foi pressionado em troca de um chinelo usado e de um empréstimo de videogame.

Já nesta terça-feira (15), um homem, também de 52 anos, foi preso por estuprar um menino de 9 anos em Cujubim (RO). De acordo com a Polícia Civil, o homem ligou para a mãe da vítima pedindo para levar a criança a um culto, mas ela não autorizou. Mesmo tendo o pedido negado, ele foi até a casa do menino, disse para a irmã mais velha que a mãe tinha autorizado e o levou. Após o culto, o fiel chamou a criança para comer doce na casa dele, momento em que o violentou sexualmente. O caso só foi descoberto porque a criança apresentou dificuldades para andar devido a uma infecção no ânus.

De acordo com a psicóloga Marina Meira é importante que os pais mantenham a vigilância. "Não é porque eles estão em um meio evangélico que estão imunes a situações como essas, é importante sempre desconfiar de atitudes suspeitas de membros, obreiros ou pastores", afirma.

Para que mais casos sejam evitados as pessoas precisam entender que até os líderes são pessoas comuns e podem falhar. Além disso é essencial uma seleção mais rigorosa de pastores. Recentemente, por exemplo, um pastor exerceu o cargo por um bom tempo até que foi desmascarado como líder do Comando Vermelho.

Denúncia

Casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes podem ser denunciados por diversos meios. O Disque 100 é um serviço gratuito e que não exige que o denunciante se identifique. Queixas desses tipos de crime podem ser feitas também nos conselhos tutelares dos municípios, nas delegacia da Polícia Civil, promotorias de Justiça, além dos Cras (Centro de Referência da Assistência Social) e Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social).


Com informações de G1, UOL | Pátio Gospel Notícias
Seja ético, cite sempre a fonte.
Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário :
Postar um comentário


Rodas de Conversas
Copyright © 2009 - 2015 Patio Gospel Notícias
Design by FBTemplates - Traduzido Por: Templates