sábado, 3 de outubro de 2015

Ativistas gays tumultuam evento evangélico e são recebidos com sapatada

Jovem afirmou que foi agredida com um bofetão e uma sapatada 
Programado no calendário de festividades da Capital do Acre, o Aviva Rio Branco iniciou nesta sexta-feira (2) com louvor, mas também tumulto. Isso porque um grupo ligado ao movimento LGBT resolveu protestar contra o pastor Marco Feliciano, que estaria no evento. Os ativistas promoveram um beijaço gay próximo à multidão de famílias que prestigiavam o evento evangélico.

O grupo chegou cedo ao evento. Munidos de faixas e cartazes, eles organizaram um protesto contra o deputado federal Marco Feliciano, que é declaradamente contrário à união de pessoas do mesmo sexo. Enquanto se organizavam para o protesto, o grupo se desentendeu com um casal evangélico.

A jovem Rebeca Rodrigues afirmou que foi agredida por uma senhora evangélica com um bofetão e uma sapatada, queixou-se mostrando o par de sapatos e a boca machucada.

O marido da suposta agressora, José Paulo Alves, afirmou que o desentendimento foi causado pelos jovens defensores do movimento gay e ressaltou que a sua esposa enfrenta problemas de saúde e toma remédios controlados. “Desde que chegamos aqui que eles estavam provocando. Estavam ameaçando ir lá na frente fazer tumulto contra o pastor Feliciano, que era aguardado como pregador da noite. Eles, os gays, não respeitam as manifestações evangélicas. Ele, o Marco Feliciano, não viria aqui como deputado e, sim, como pastor. Não vejo motivo para protestos”, ressaltou.

O deputado e pastor Marco Feliciano, que era o nome mais aguardado da noite, acabou aparecendo apenas em um vídeo exibido em um telão explicando que não compareceria ao evento. Maicon Gomes, organizador do evento e conferencista internacional, reforçou o recado já deixado por Feliciano em vídeo e ressaltou que o pastor não compareceu ao Acre por motivos de saúde.


Apesar disso a multidão de cerca de 5 mil pessoas formada por evangélicos e convidados, não se ausentou e assistiu até o final a pregação feita pelo pastor. Ao término da pregação da palavra bíblica, dezenas de pessoas professaram a fé evangélica.

Rio Branco, tem atualmente, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 50% da sua população declarada evangélica.

Como lideranças gays usam a Bíblia para justificarem a homossexualidade

Com informações e fotos de Contil Net | Pátio Gospel Notícias
Seja ético, cite sempre a fonte.

Aviva Rio Branco

LGBT

Marco Feliciano
protesto
Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário :
Postar um comentário


Rodas de Conversas
Copyright © 2009 - 2015 Patio Gospel Notícias
Design by FBTemplates - Traduzido Por: Templates