segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Personagem de novela da Globo será apedrejada por evangélicos

Personagem será agredida a pedradas por um grupo de evangélicos ao voltar de centro de umbanda.
Enquanto a Record faz sucesso com a novela bíblica Os Dez Mandamentos, I Love Paraisópolis, novela das sete da Globo, abordará a intolerância religiosa. Em uma cena do capítulo do dia 12, Lilica (Thainá Duarte) será agredida a pedradas por um grupo de evangélicos ao voltar de seu batismo em um centro de umbanda. A personagem Eva (Soraya Ravenle), que é da mesma religião dos agressores, colocará os companheiros de igreja para correr após ver a garota com a cabeça ensanguentada.

Lilica aparecerá toda feliz voltando para casa após o ritual de iniciação, acompanhada de Deodora (Dani Ornellas), que estará orgulhosa da filha. “Você é que tava linda, filha. Tão linda como nossa mãe Oxum”, dirá a cuidadora de Izabelita (Nicette Bruno). Nesse momento, as duas serão abordadas por um grupo de evangélicos intolerantes. “Sua macumbeira! Não tem vergonha, não? Vai pro terreiro fazer despacho e ainda leva a filha!”, gritará um deles.

A garota ficará assustada, sem entender por que está sendo agredida. “Quem são essas pessoas, mãe?”, perguntará. “Não diz nada, filha. Não aceita provocação”, falará Deodora, tensa. Um dos agressores evangélicos berrará palavras de ordem e arremessará uma pedra na cabeça de Lilica. “Nós vamos fazer justiça, em nome de Jesus!”, falará. Deodora ficará transtornada ao ver a filha suja se sangue e chorando e enfrentará o grupo. “Seus loucos! O que vocês fizeram com a minha filha?”

Quem acabará com o ataque será Eva, que aparecerá com Paulucha (Fabiula Nascimento) para expulsar os evangélicos. “Vocês deviam limpar a boca antes de falar em Jesus. Eu sou evangélica, mas tenho vergonha de gente como vocês. Vocês não merecem ser chamados de evangélicos. Cristão de verdade não tem essa atitude covarde”, discursará. Ela ainda conterá a reação explosiva da amiga e ameaçará chamar a polícia. “Calma, Paulucha. Violência não leva a nada. Eu vou é ligar pra polícia. Intolerância religiosa é crime. No templo que eu frequento, o pastor sempre repete isso. Saiam daqui. Já!”

Após o incidente, Lilica será levada ao posto de saúde para costurar o pequeno corte na cabeça e, na casa de Eva, mostrará superioridade com relação aos agressores. “No fundo, eu tenho pena daquela gente, sabia?”, concluirá.

Com informações de Tribuna Hoje | Pátio Gospel Notícias
Seja ético, cite sempre a fonte.

personagem

I Love Paraisopolis

evangélicos
umbanda
Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário :
Postar um comentário


Rodas de Conversas
Copyright © 2009 - 2015 Patio Gospel Notícias
Design by FBTemplates - Traduzido Por: Templates