quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Conheça casos de pessoas que sofreram consequências por confessarem pecados na igreja

Casal confessou para congregação que cometeu crimes e foi preso (Foto: Jair Araújo/D24am).
Tem gente que pensa que a igreja é um mundo a parte, e que por estar em contato com Deus por meio de orações, louvores e a leitura da palavra estão imunes às consequências do mundo. Engana-se, por mais que se peça o perdão, que logicamente tem base bíblica, a consequência dos atos dessas pessoas geram penas que são postas em prática aqui mesmo neste mundo, não no inferno.


Em Manaus um casal resolveu mudar, tinham a vida manchada por homicídios e usou um dos cultos para contar o testemunho de conversão. Raissam de Souza Miranda, 19, e a mulher dele Denize Araújo Cândido, 23, grávida de três meses, confessaram diante da congregação que a mulher já praticou cinco homicídios e cometeu o primeiro assassinato quando tinha 10 anos. A dupla foi presa após um policial se passar por membro e descobrir o passado perdoado por Deus, mas lembrado pelas leis da Constituição.

Hyeon Soo Lim, pastor em Toronto da Igreja Presbiteriana Coreana da Luz apareceu em um vídeo no qual ele confessa pecados (crimes) diante de uma pequena congregação. O pior crime que ele cometeu foi insultar e difamar a dignidade e a liderança da república, lá este crime é um dos mais pesados. Ele recebeu prisão perpétua.
Embora a Bíblia defenda que os pecados sejam confessados e esquecidos é importante lembrar que Deus é justiça também, portanto, os que cometem erros e delitos antes da conversão podem ter o pecado apagado pelo perdão divino, mas aos homens a consequência dos atos permanece.

Com informações de D24AM, G1 | Pátio Gospel Notícias
Seja ético, cite sempre a fonte.

Consequencias

crime

pecado
confissão
Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário :
Postar um comentário


Rodas de Conversas
Copyright © 2009 - 2015 Patio Gospel Notícias
Design by FBTemplates - Traduzido Por: Templates