segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Após questionar se Deus existe homem morre ao soltar foguete com a própria boca

Vítima bebia cerveja com amigos, aguardando a virada de ano, quando resolveu brincar com Deus e com o foguete.
Durante os festejos de Ano Novo um ato irresponsável envolvendo fogos de artifício tirou a vida do auxiliar de serviços gerais Antônio Flagsan Silva dos Santos, de 38 anos, na noite de quinta-feira (31), em Manaus. Antônio, numa brincadeira inconsequente, soltou um foguete de 12 tiros segurando com a própria boca. O disparo atingiu o maxilar e causou a morte instantânea.


A irmã da proprietária do bar onde ocorreu o crime, Nádia Lima, 37, presenciou toda a cena de irresponsabilidade e relatou que Antônio soltou dois foguetes com a boca antes do terceiro dar errado. “Ele pegou o primeiro foguete, colocou na boca, e soltou. Antes ele disse: ‘será que Deus existe?’ e, em seguida, acendeu e soltou. Depois ele comprou mais dois e voltou pra acender”, contou.

De acordo com Nádia, Antônio voltou a falar em Deus na terceira vez. “Ele disse novamente ‘será que realmente Deus existe?’ e soltou mais um foguete. O terceiro deu errado e explodiu na boca dele. O maxilar caiu no chão e ele já caiu também morto”, explicou. “Foi uma cena muito triste. Acabou nosso Ano Novo. Estamos todos chocados, estávamos comemorando quando aconteceu essa tragédia”, lembrou.

De acordo com o registro do Instituto Médico Legal (IML), Antônio foi levado por amigos ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA), mas já chegou sem vida ao local. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Com informações de A Critica | Pátio Gospel Notícias
Seja ético, cite sempre a fonte.
Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário :
Postar um comentário


Rodas de Conversas
Copyright © 2009 - 2015 Patio Gospel Notícias
Design by FBTemplates - Traduzido Por: Templates