domingo, 10 de janeiro de 2016

Fé e morte: Culto a Jesus Negro deixa 1600 feridos e dois mortos

Desordem: Fiéis acreditam que quem toca na imagem recebe bênção (Foto: AP/Veja).
Tocar em uma imagem que representa Jesus Cristo negro e com isso receber um milagre. Foi com este objetivo que mais de um milhão de pessoas se apertaram e pisotearam na procissão do Nazareno negro, nas Filipinas. O culto é apoiado pela Igreja Católica desde 1650, quando o Papa Pio VII concedeu indulgência "a quem, de modo piedoso, rezasse pelo Cristo Negro". 


O culto acabou deixando 1600 feridos e dois mortos. Segundo o padre Douglas Badong, líder da igreja de Manila que frequentemente abriga a imagem do Cristo negro, um vendedor de rua morreu vítima de um infarto. "Foi por culpa da multidão e do calor, seu corpo não pôde suportar", disse à AFP.

Um homem de 27 anos, que segundo os meios locais sofria de uma doença hepática, morreu após ajudar a tirar do carro que transportava a estátua e não pôde ser reanimado, completou o Padre Badong.

A imagem representando Jesus Cristo em tamanho natural vergado sob o peso da Cruz, remonta ao século XVII, período em que as Filipinas estavam sob o domínio da Espanha. Foi um sacerdote espanhol que em 1607 levou para Manila a imagem a bordo de uma embarcação proveniente do México. Diz a tradição que a imagem escapou milagrosamente de um incêndio na embarcação e devido a este fato assumiu uma coloração escura.

Com informações de G1 | Pátio Gospel Notícias
Seja ético, cite sempre a fonte.

Jesus Negro

Nazareno

procissão
igreja
Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário :
Postar um comentário


Rodas de Conversas
Copyright © 2009 - 2015 Patio Gospel Notícias
Design by FBTemplates - Traduzido Por: Templates