segunda-feira, 21 de março de 2016

Impeachment poderia abrir espaço para primeira presidente evangélica do Brasil

O nome de Marina Silva foi ligado a diferentes profecias que seria presidente.
A votação para presidente só ocorrerá daqui a dois anos e meio. Com as incertezas políticas pelo impeachment o pleito presidencial pode ocorrer ainda este ano. Segundo a pesquisa mais recente do Instituto Datafolha, a evangélica Marina Silva (Rede Sustentabilidade) seria a favorita. Dependendo dos adversários, ela tem entre 21% e 24% das intenções de votos.


O cenário proposto pela Datafolha com menor diferença tem Marina (21%), Aécio Neves (PSDB, com 19%), e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 17% da preferência do eleitorado. Contudo, considerando a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, os três estariam empatados tecnicamente.

Caso os candidatos forem Geraldo Alckmin (PSDB) ou José Serra (PSDB), Lula ficaria em segundo lugar e Marina seria a eleita.

Em 2014, Marina chegou a ser apontada como favorita, mas devido a maciça campanha contra ela feita na televisão no horário do Partido dos Trabalhadores, acabou nem chegando ao segundo turno.

Após a morte de Eduardo Campos, ela assumiu a chapa do Partido Socialista do Brasil (PSB) e finalizou o pleito em 3º lugar, com 22.159.951 votos (21%). Um aumento de mais de dois milhões de eleitores em comparação a 2010, quando disputou pelo Partido Verde e fechou a apuração com 19,6 milhões de votos (19%).

Entre os evangélicos, as opiniões parecem divididas desde que seu nome começou a aparecer no cenário político com expressão. No passado, foi apoiada por líderes importantes como Silas Malafaia, mas acabou recebendo muitas críticas por não se posicionar claramente sobre questões que conflitam diretamente com as bandeiras tradicionais dos cristãos conservadores.

Em 2010, o nome de Marina Silva foi ligado a diferentes profecias que seria presidente, especialmente as da apóstola Valnice Milhomens. No ano seguinte, o pastor americano Bob trouxe a revelaçãodurante a Conferência Dunamis que Deus levantaria “uma mulher cristã” para comandar o país.

Nas eleições de 2014, o pastor André Salles, que evangelizou e batizou Marina afirmou: “Vejo o próprio Deus preparando o caminho para ela passar. O Senhor tem esse propósito para a vida dela, de ser presidente do Brasil”.

Com informações de JM Notícia | Pátio Gospel Notícias
Seja ético, cite sempre a fonte.
Comentários
0 Comentários
Nenhum comentário :
Postar um comentário


Rodas de Conversas
Copyright © 2009 - 2015 Patio Gospel Notícias
Design by FBTemplates - Traduzido Por: Templates